Sexta-feira, 18 de Setembro de 2009

A capa de hoje do pasquim vulgarmente conhecido por DN soltou uma turba de animais ferozes a pedirem a cabeça de Cavaco.

 

E porquê, pergunta-se? Porque parece que há uns "alegados" jornalistas com uma história cabeluda de um "alegado" email trocado entre uns "alegados" jornalistas sobre umas "alegadas" escutas ao PR. 

 

Imaginem o que seria se o mesmo princípio se tivesse aplicado ao Querido Líder nos últimos anos. Quantas vezes não teria tido que se demitir?

 

 



publicado por Nuno Albuquerque às 16:42 | link do post | comentar

2 comentários:
De rui david a 23 de Setembro de 2009 às 13:51
por mim o cavaco pode continuar com a sua cabeça à vontade. Tudo o que eu não percebo é "pré-e-mail", é isso que é fundamental. O e-mail é fait divers que só tem servido para desviar as atenções da opinião pública do essencial para os problemas corporativos de uma classe simpática, essencial para a democracia, mas que se acha acima do comum dos mortais.
E o que continuo sem perceber é isto:
O PM, classificou oportunamente esta história de "disparates de verão". Se o Cavaco tivesse corroborado, a história tinha morrido ali.
Porém Cavaco calou e a oposição viu na frase do Sócrates uma fuga e engolfou-se nas canelas dele julgando que o tinham filado.
O resultado está à vista.
Tentando raciocinar com alguma frieza, se tal é possível, será natural que todo o caso das escutas tenha sido levantado sem se apresentar uma porra de um facto, sem ao menos que um sujeito qualquer se lembrasse que para isto ter minimamente pés para andar era preciso que na véspera de chamar a polícia ou a imprensa, um sujeito disfarçado de canalizador fosse pôr uma espécie de micro fone no miolo da perna da cadeira do cavaco?
Alguém acha natural ou possível que se houvessem mesmo razões para se suspeitar de escutas, o Cavaco que (e muito bem), falou ao País no dia de ida para férias por causa de um assunto sério mas abstruso para a maioria da populaça, iria ficar calado?
Alguém em seu perfeito juizo acha isto?
A alternativa seria comprovar-se que a fonte do publico trabalha para o PS.
Será que o Fernando Lima trabalha secretamente para o PS e por isso foi desviado do lugar? Pode ser uma saída airosa, entre tantas teorias da conspiração que saem da imaginação demencial do Portugal Profundo, esta poderia talvez colar...
Outra alternativa seria o Lima, ou "a fonte", garantir que tudo teria sido um equívoco que partira de uma conversa privada em off aproveitada abusivamente pelo público para fazer a "notícia".
Deixava o público no mesmo pé que o agora vilipendiado DN, mas pelo menos safava a cara à Casa Civil do Presidente.
Claro que acabava com a campanha do "condicionamento", obrigava o PSD ao esforço quiçá impossível de discutir as questões sérias em vez da facilidade do aproveitamento da torpe campanha de demolição pessoal levada a cabo por alguns media nos últimos meses, mas saía airosamente deixando ao PS a chatice de debater a subserviência do Público a certos interesses políticos, económicos, ideológicos...
Ia à vida a credibilidade do jornal de referência de patronato e atenta veneradora e obrigada directoria cavaco-laranjista, mas ficavam-se os dedos, um mínimo de credibilidade do PSD. Mas com esta direcção do PSD e com estrategas como o Pacheco, com militantes ou simpatizantes que acreditam que pelo facto de o PS poder vir eventualmente a estabelecer acordos com o BE, temos o "chavismo" à porta, será lícito pensar-se que poderá haver algum pensamento minimamente ponderado vindo daquelas bandas?


De Nuno Albuquerque a 23 de Setembro de 2009 às 14:55
À porta já ele está há muito tempo. Com o BE vai apenas escancarar-se a dita.

Gostaria muito de estar enganado, mas temo bem não ser o caso. Adeptos chavistas não faltam no PS, a começar pelo "pai" da democracia, Mário "ele não renovou a licença daquela televisão porque eles eram muito impertinentes" Soares, a acabar no deputado poeta e outros que tais.

A questão está em saber o que é lícito esperar de um partido que admite aliar-se a um outro que tem na sua matriz tudo aquilo que é contrário a uma sociedade livre e democrática. E que não se coibe de o proclamar.


Comentar post

mais sobre mim
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

SOCIO-FASCISMO

Comentários online. Ponto...

Bofetadas

Animal feroz.

A Taxa

Rui Machete pede desculpa...

Limitação de mandatos

Da falta de pudor.

Deus,se existisse, era at...

"Até quando a velha carca...

arquivos

Setembro 2017

Janeiro 2017

Abril 2016

Novembro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Março 2013

Novembro 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Dezembro 2011

Maio 2011

Setembro 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

links
blogs SAPO
subscrever feeds